terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Devaneios


Existem momentos em que não conseguimos colocar em palavras, aquilo que se passa em nossa mente e coração, mas, ainda assim, espasmos involuntários do cérebro tentam esclarecer. 

Dias em que estamos cansados, não do trabalho ou do esforço físico pela labuta diária em prol do pão de cada dia. Este, com uma noite bem dormida é resolvido. 

Falo do cansaço mental, espiritual, psicológico, ou seja, lá o nome que se queira dar. Aquele que resulta dos embates da vida, da vergonha de conhecer um pouco melhor a raça humana, o ser chamado de humano! Absurdo dos absurdos, caso pense nesta palavra em sua acepção primitiva.
 
Cansaço por sempre estar com um sorriso no rosto, como se a vida fosse realmente boa (diariamente), mesmo que sinta um punhal cravado nas costas.  Cansaço de lutar e lutar e lutar dia após dia e perceber que a justiça, aquela em que você acredita, está mais para conto de fadas ou uma utopia. 
 
Cansaço por acreditar nas pessoas, por entregar sua alma e coração e ver tudo ser quebrado em tantos pedaços, de tal forma que você já não consegue mais colar! Não estou aqui falando do amor entre homem e mulher, embora tal cansaço se aplique a este caso também, falo das relações entre seres humanos, desde as familiares até as de trabalho, chegando aos amigos. 
 
Confiança, esta pequena palavra encerra tanto significado que mal e pobremente podemos quantificar, nem por todos os séculos e gerações inteiras, poderemos compreender seu verdadeiro significado. Haja vista, quando a mesma se perde, na noite fria dos tempos, nada há na face da terra que consiga recuperá-la. Ocorre que hoje, a mesma é na maioria das vezes reles moeda de troca.
 
Honra, nada mais é que uma palavra bonita que a grande maioria das pessoas acham que conhecem seu significado, entretanto basta que as vicissitudes da vida despontem para que a mesma seja relegada.
 
Dignidade, valor que deveria ser passado de geração a geração, entretanto tornou-se algo perdido ao estalar das moedas de ouro, ainda que seja o ouro dos tolos.
 
Moral, certamente é algo que enobrecia àqueles que dela se serviam, hoje, vocábulo em desuso e démodé.
 
Princípio norteador deveria ser ensinado desde o berço, mas o berço esplêndido é feito de plástico barato... 

E estes são apenas devaneios de uma mente cansada.






                                                                                                                                                                                            Wilkatia Vieira

Fichário de filmes


PARA QUEM GOSTA DE CINEMA, É UMA GRANDE DICA.


Antes de pegar filmes na locadora, consultem este site feito por um especialista super-detalhista e, como ele mesmo diz, cinéfilo há 65 anos. C liquem aqui e comprovem:

Texto de Arnaldo Jabor sobre o MSN


Não estou falando desta vez dos emoticons insuportáveis que transformaram a leitura em um jogo de decodificação, mas as declarações de amor, saudades, empolgação traduzidas através do nick. O espaço ‘nome’ foi criado pela Microsoft para que você digite O NOME que lhe foi dado no batismo.

Assim seus amigos aparecem de forma ordenada e você não tem que ficar
clicando em cima dos mesmos pra descobrir que ‘Vendo Abadá do Chiclete e Ivete’ é na verdade Tiago Carvalho, ou ‘Ainda te amo Pedro Henrique’ é o MSN de Marcela Cordeiro.

Mas a melhor parte da brincadeira é que normalmente o nick diz muito sobre o estado de espírito e perfil da pessoa.

Portanto, toda vez que você encontrar um nick desses por aí, pare para analisar que você já saberá tudo sobre a pessoa…

‘A-M-I-G-A-S o fim de semana foi perfeito!!!’ acabou de entrar.

Essa com certeza, assim como as amigas piriguetes (perigosas), terminou o namoro e está encalhadona. Uma semana antes estava com o nick ‘O fim de semana promete’. Quer mostrar pro ex e pros peguetes (perigosos) que tem vida própria, mas a única coisa que fez no fim de semana foi encher o rabo de Balalaika, Baikal e Velho Barreiro e beijar umas bocas repetidas.

O pior é que você conhece o casal e está no meio desse ‘tiroteio’, já que o
ex dela é também conhecido seu, entra com o nick ‘Hoje tem mais balada!’, tentando impressionar seus amigos e amigas e as novas presas de sua mira, de que sua vida está mais do que movimentada, além de tentar fazer raiva na ex.

‘Polly em NY’ acabou de entrar. Essa com certeza quer que todos saibam que ela está em uma viagem bacana. Tanto que em breve colocará uma foto da 5ª Avenida no Orkut com a legenda ‘Eu em Nova York’. Por que ninguém bota no Orkut foto de uma viagem feita a Praia-Grande – SP ?

‘Quando Deus te desenhou ele tava namorando’ acabou de entrar.

Essa pessoa provavelmente não tem nenhuma criatividade, gosto musical e interesse por cultura. Só ouve o que está na moda e mais tocada nas paradas de sucesso.

Normalmente coloca trechos como ‘Diga que valeuuu’ ou ‘O Asa Arreia’ na época do carnaval.

Por que a vida faz isso comigo?’ acabou de entrar.

Quando essa pessoa entrar bloqueie imediatamente. Está depressiva porque tomou um pé na bunda e irá te chamar pra ficar falando sobre o ex.

‘Maria Paula ocupada prá c** ‘ acabou de entrar.

Se está ocupada prá c**, por que entrou cara-pálida? Sempre que vir uma pessoa dessas entrar, puxe papo só pra resenhar; ela não vai resistir à janelinha azul piscando na telinha e vai mandar o trabalho pro espaço. Com certeza.

‘Paulão, quero você acima de tudo’ acabou de entrar. Se ama compre um apartamento e vá morar com ele. Uma dica: Mulher adora disputar com as amigas.

Quanto mais você mostrar que o tal do Paulão é tudo de bom, maiores são as chances de você ter o olho furado pelas sua amigas piriguetes(perigosas).

‘Marizinha no banho’ acabou de entrar. Essa não consegue mais desgrudar do MSN. Até quando vai beber água troca seu nick para ‘Marizinha bebendo água’.

Ganhou do pai um laptop pra usar enquanto estiver no banheiro, mas nunca tem coragem de colocar o nick ‘Marizinha matriculando o moleque na natação’.

‘ < . ººº< . ººº< / @ e $ $ ! @ >ªªª . >ªªª >’ acabou de entrar.

Essa aí acha que seu nome é o Código da Vinci pronto a ser decodificado. Cuidado ao conversar: ela pode dizer ‘q vc eh mtu déixxx, q gosta di vc mtuXXX, ti mandá um bjuXX’.

‘Galinha que persegue pato morre afogada’ acabou de entrar. Essa ai tomou um zig e está doida pra dar uma coça na piriguete que tá dando em cima do seu ex.
Quando está de bem com a vida, costuma usar outros nicks-provérbios de Dalai Lama, Lair de Souza e cia.

‘VENDO ingressos para a Chopada, Camarote Vivo Festival de Verão, ABADÁ DO EVA, Bonfim Light, bate-volta da vaquejada de Serrinha e LP’ acabou de entrar.

Essa pessoa está desesperada pra ganhar um dinheiro extra e acha que a janelinha de 200 x 115 pixels que sobe no meu computador é espaço publicitário.

‘Me pegue pelos cabelos, sinta meu cheiro, me jogue pelo ar, me leve pro seu banheiro…’ acabou de entrar.
Sempre usa um provérbio, trecho de música ou nick sedutores. Adora usar trechos de funk ou pagode com duplo sentido. Está há 6 meses sem dar um tapa na macaca e está doida prá arrumar alguém pra fazer o servicinho.

‘Danny Bananinha’ acabou de entrar.

Quer de qualquer jeito emplacar um apelido para si própria, mas todos insistem em lhe chamar de Melecão, sua alcunha de escola. Adora se comparar a celebridades gostosas, botar fotos tiradas por si mesma no espelho com os peitos saindo da blusa rosa. Quer ser famosa. Mas não chegará nem a figurante do Linha Direta.

Bom é isso, se quiserem escrever alguma mensagem, declaração ou qualquer coisa do tipo, tem o campo certo em opções ‘digitem uma mensagem pessoal para que seus contatos a vejam’ ou melhor, fica bem embaixo do campo do nome!!

Vamos facilitar!!!!

Arnaldo Jabor
Sempre odiei o que a maioria das pessoas fazem com os seus MSN’s.

domingo, 29 de janeiro de 2012

Nascidos no DIA 16/03 ............ DIA DO TRIUNFO


O 16 é o número dos extremos: da riqueza ou da miséria.

Dependendo  da vida que levar, pode transformar seu possuidor num ser poderoso,  rico, um ser de pleno sucesso e felicidade; no outro extremo, pode  arruinar, levar ao desmando, transformar o ser em um elemento  arrogante, prepotente, orgulhoso e dominador.

Aconselha-se que os possuidores deste número vivam tão  altruísticamente quanto possível, a que tenham pensamentos  positivos, sentimentos elevados e, desta maneira, com absoluta certeza  atingirão o sucesso e serão muito felizes.

É, também, o número do equilíbrio entre o material e o  espiritual. Se teimar em viver fraudulentamente, querendo levar  vantagem em tudo e com todos, poderá ver seus planos frustrados, ser  traído por amigos e ainda contrair doenças inesperadas.

 É analítico, cético (só acredita no que vê ou é comprovado),  gosta de conhecer a essência e o âmago das coisas e pessoas e  também apresenta acentuado caráter perfeccionista. Pelo seu senso de  perspicácia, gosta e consegue desvendar coisas misteriosas e também  de acumular conhecimentos.

É um ser de grande sensibilidade, intuição e inspiração, tendo  mesmo qualidades psíquicas sem qualquer estudo do assunto. Um dos  seus grandes defeitos é gostar que as pessoas que o rodeiam vivam  conforme seus moldes e, quando isso não ocorre, torna-se mal humorado  e até colérico. 

Por esse seu temperamento de presunção, geralmente  vive isolado, porém, na realidade tem grande desejo de afeto e  principalmente compreensão. Apesar de tudo isso, não suporta  interferência em seus planos e projetos, mesmo quando estes não dão  certo e o fazem rever ou adiá-los, fato corriqueiro na sua vida.
 
Em vista da sua grande sensibilidade, que é atrativa em vários  segmentos, deve tomar muito cuidado com falsos amigos,  descontentamentos, com a ansiedade e principalmente com alguns perigos  físicos, como o excesso de velocidade em automóveis. 

Deveria ,  portanto, fugir da agitação das grandes cidades, dando preferência  a viver no campo ou então perto da água (rios, lagos e oceano). Pela  sua característica, deve trabalhar na iniciativa privada, em
 negócios de amplitude universal, de preferência que envolvam a  educação ou a moral.
 
As frustrações ao longo da vida (que não são poucas) podem lhe  causar distúrbios digestivos, doenças de pele e até algumas  imaginárias (hipocondrianismo).

Prece...


Senhor, que és o céu e a terra, que és a vida e a morte! O sol és tu e a lua és tu e o vento és tu! 

Tu és os nossos corpos e as nossas almas e o nosso amor és tu também. Onde nada está tu habitas e onde tudo está - (o teu templo) - eis o teu corpo.

Dá-me alma para te servir e alma para te amar. Dá-me vista para te ver sempre no céu e na terra, ouvidos para te ouvir no vento e no mar, e mãos para trabalhar em teu nome.

Torna-me puro como a água e alto como o céu. Que não haja lama nas estradas dos meus pensamentos nem folhas mortas nas lagoas dos meus propósitos. Faze com que eu saiba amar os outros como irmãos e servir-te como a um pai.

Minha vida seja digna da tua presença. Meu corpo seja digno da terra, tua cama. Minha alma possa aparecer diante de ti como um filho que volta ao lar.

Torna-me grande como o Sol, para que eu te possa adorar em mim; e torna-me puro como a lua, para que eu te possa rezar em mim; e torna-me claro como o dia para que eu te possa ver sempre em mim e rezar-te e adorar-te.

Senhor, protege-me e ampara-me. Dá-me que eu me sinta teu. Senhor, livra-me de mim.

                                                                                         Fernando Pessoa em "O Eu Profundo".

quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

O paradoxo de nosso tempo

                                                                                             Foto: Daniel Casares


Temos edifícios mais altos, mas pavios mais curtos;

Auto-estradas mais largas, mas pontos de vista mais estreitos;

Nós compramos mais, mas desfrutamos menos.


Temos casas maiores e famílias menores;

Mais conveniências, mas menos tempo;

Mais medicina, mas menos saúde.



Bebemos demais, fumamos demais, gastamos de forma perdulária,

rimos de menos, dirigimos rápido demais,

nos irritamos muito facilmente,

ficamos acordados até tarde,

acordamos cansados demais, raramente paramos para ler um livro,

ficamos muito tempo diante da TV e pouco oramos.



Multiplicamos nossas posses, mas reduzimos nossos valores.

Falamos demais, amamos raramente

e odiamos com muita freqüência.

Aprendemos como ganhar a vida, mas não vivemos essa vida.



Já fomos à Lua e dela voltamos,

mas temos dificuldade em atravessar a rua

e nos encontrarmos com nosso novo vizinho.

Conquistamos o espaço exterior, mas não nosso espaço interior.



Planejamos mais, mas realizamos menos.

Aprendemos a correr contra o tempo,

mas não a esperar com paciência.



Temos maiores rendimentos, mas menor padrão moral.

Estes são tempos de refeições rápidas e digestão lenta;



De homens altos e caráter baixo;

lucros expressivos, mas relacionamentos rasos.

Estes são tempos em que se almeja paz mundial,

mas perdura a guerra nos lares;

É um tempo em que há muito na vitrine e nada no estoque;


 
São dias de viagens rápidas, moralidade também descartável

e pílulas que fazem tudo: alegrar, aquietar, matar...



O que menos lembramos é que Jesus bate a nossa porta

e esquecemos de abrir pois invertemos nossos valores:

O valor do amor pelo valor do consumismo.

Abra a porta do seu coração e Jesus entrará em sua vida.
 
Desconheço o autor


Pedaços de mim



Eu sou feito de

sonhos interrompidos

detalhes despercebidos

amores mal resolvidos



Sou feito de

choros sem ter razão

pessoas no coração

atos por impulsão



Sinto falta de

lugares que não conheci

experiências que não vivi

momentos que já esqueci



Eu sou

amor e carinho constante

distraída até o bastante

não paro por instante



Já tive noites mal dormidas

perdi pessoas muito queridas

cumpri coisas não-prometidas



Muitas vezes eu

desisti sem mesmo tentar

pensei em fugir, para não enfrentar

sorri para não chorar



Eu sinto pelas coisas que não mudei

amizades que não cultivei

aqueles que eu julguei

coisas que eu falei



Tenho saudade

de pessoas que fui conhecendo

lembranças que fui esquecendo



amigos que acabei perdendo

Mas continuo vivendo e aprendendo!!!


Martha Medeiros

Immmm Free!!!!


 
Mulher não desiste, se cansa.

A gente tem essa coisa de ir até o fim, esgotar todas as possibilidades, pagar pra ver. A gente paga mesmo. Paga caro, com juros e até parcelado.

Mas não tem preço sair de cabeça erguida, sem culpa, sem "E se" ! A gente completa o percurso e às vezes fica até andando em círculos, mas quando a gente muda de caminh...o, meu amigo, é fim de jogo pra você.

Enquanto a gente e...nche o saco com ciúmes e saudade, pára de reclamar e agradece a Deus!

Porque no dia que a gente aceitar tranquilamente te dividir com o mundo, a gente não ficou mais compreensiva, a gente parou de se importar, já era.

Quem ama, cuida! E a gente cuida até demais, mas dar sem receber é caridade, não carinho! E estamos numa relação, não numa sessão espírita, aprende.

A gente entende e respeita seu jeito, desde que você supra pelo menos o mínimo das nossas necessidades, principalmente emocionais, porque carne tem em qualquer esquina.

Vocês nem sempre sabem, mas além de peito e bunda, nós temos sentimentos, quase sempre à flor da pele.

Somos damas, somos dramas, acostumem-se.

Mulher não é boneca inflável, só tem quem pode! Levar muitos corpos pra cama é fácil, quero ver aguentar o tranco de conquistar corpo e alma, até o final!






Tati Bernardi

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Regufe - Exemplo a ser seguido

Milagre em Brasília...


O deputado federal José Antonio Reguffe (PDT-DF), que foi proporcionalmente o mais bem votado do país com 266.465 votos, com 18,95% dos votos válidos do DF, estreou na Câmara dos Deputados fazendo barulho. De uma tacada só, protocolou vários ofícios na Diretoria-Geral da Casa.


Abriu mão dos salários extras que os parlamentares recebem (14° e 15° salários), reduziu sua verba de gabinete e o número de assessores a que teria direito, de 25 para apenas 9. E tudo em caráter irrevogável, nem se ele quiser poderá voltar atrás. Além disso, reduziu em mais de 80% a cota interna do gabinete, o chamado “cotão”. Dos R$ 23.030 a que teria direito por mês, reduziu para apenas R$ 4.600.


Segundo os ofícios, abriu mão também de toda verba indenizatória, de toda cota de passagens aéreas e do auxílio-moradia, tudo também em caráter irrevogável. Sozinho, vai economizar aos cofres públicos mais de R$ 2,3 milhões (isso mesmo R$ 2.300,000) nos quatro anos de mandato. Se os outros 512 deputados seguissem o seu exemplo, a economia aos cofres públicos seria superior a R$ 1,2 bilhão.


“A tese que defendo e que pratico é a de que um mandato parlamentar pode ser de qualidade custando bem menos para o contribuinte do que custa hoje. Esses gastos excessivos são um desrespeito ao contribuinte. Estou fazendo a minha parte e honrando o compromisso que assumi com meus eleitores”, afirmou Reguffe em discurso no plenário.






Quantos outros muitos "parasitas" poderiam seguir este exemplo????






COMPARTILHE, pois a dignidade deste Sr. José Antonio Reguffe é respeitável e uma atitude raríssima no nosso meio político!


para quem tem duvidas se é verdade, abaixo tem o link de uma reportagem, tem um video da prestação de contas dele de 12/2012, e tem ainda o google, não custa pesquisar, abraços..


Mais informações na ISTO É:


http://www.istoe.com.br/assuntos/entrevista/detalhe/104706_UM+HOMEM+FICHA+LIMPA


video prestação de contas: http://www.youtube.com/watch?v=HDG-inCmvpI&context=C317c30dADOEgsToPDskLwM0m0ddfYTpP3b4uweNJw


PAGINA DELE... http://www.facebook.com/reguffeVer mais

sábado, 21 de janeiro de 2012

 

Hey Jude

Hey, Jude, don't make it bad
Take a sad song and make it better
Remember, to let her into your heart
Then you can start, to make it better

Hey, Jude, don't be afraid
You were made to go out and get her
The minute you let her under your skin
Then you begin to make it better

And anytime you feel the pain
Hey, Jude, refrain
Don't carry the world upon your shoulders

For well you know that it's a fool
Who plays it cool
By making his world a little colder
Na na na na na na na na

Hey, Jude, don't let me down
You have found her now go and get her
Remember (Hey Jude) to let her into your heart
Then you can start to make it better

So let it out and let it in
Hey, Jude, begin
You're waiting for someone to perform with
And don't you know that is just you?
Hey, Jude, you'll do
The movement you need is on your shoulder
Na na na na na na na na

Hey, Jude, don't make it bad
Take a sad song and make it better
Remember to let her under your skin
Then you'll begin to make it better (better, better, better,better, better, oh!)
Na, na na na na na, na na na, Hey Jude
Na, na na na na na, na na na, Hey Jude

quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Reflexão


Tenho e sempre tive a convicção de que esta vida aqui é uma estação de uma longa viagem de origem e destino desconhecidos.
 
Mas todas as vidas, a minha, a sua, a de todos, passam pelo mesmo caminho que leva ao crescimento humano e espiritual.

Mas todas as vidas, a minha, a sua, a de todos, passam pelo mesmo caminho que leva ao crescimento humano e espiritual.
 
Tem quem queira prosseguir a viagem.

Tem quem queira passar voando pela estrada.

Tem quem queira interrompê-la abruptamente.

Tem quem passe alheio a tudo, até mesmo à vida.

Esse aí não vive na verdade… passa o tempo inteiro da viagem sentado a beira do caminho.

Sem aprender, sem progredir… sem crescer.

Não viaja, nem vive… só sobrevive.
 
Pra alguns a viagem é curta… nem chega a desembarcar, embarca de volta.

Pra outros a viagem é loooonga!

Há quem leve na bagagem experiências ruins e aprenda com elas. 
N’outras bagagens as experiências ruins se transformam em peso…

Pesam muito, viram mágoa e se transformam em doença.
 
Na minha bagagem, as experiências ruins transformo em aprendizado. 
Isso as tornam leves.

Na minha estrada observo cada pedrinha do caminho.

O sol, a chuva, as folhas, as plantas, animais.

Sou feliz por viver, por respirar, andar, enxergar, poder falar, ter corpo perfeito, cérebro que funciona, mente que trabalha.

Observo especialmente o ser humano e suas diversas vestes.

Não as do corpo… porque são irrelevantes.

Mas as da alma.

A veste da cultura pode encobrir uma personalidade bronca, rude, vazia, egoísta.

O ouro, a riqueza… podem encobrir a pobreza extrema do espírito.

Em contrapartida a veste da simplicidade pode encobrir um espírito de um estado de nobreza irretocável, sutil, de uma elevação indescritível.
 
Começo de ano é tempo de repensar.

Reavaliar o que foi feito durante um ano inteiro e sobre o que se pretende mudar.

Ano novo é hora de novos sonhos, novas auto–propostas.

Não adianta sonhar, ter um reveillon maravilhoso, se não houver um reveillon íntimo.

Roupas não vão vestir nem o meu nem o seu futuro.

Não importa se vou passar de branco, de prata, numa festa em família, vendo a queima de fogos... com champanhe, num lugar chiquérrimo, na montanha, à beira da praia ou num barracãozinho.

Nem o cenário nem o figurino são essenciais... são meros detalhes.

Não importa se vou virar o ano dormindo. Só não posso dormir por mais um ano. 
Fechar os olhos aos meus objetivos, às minhas metas, ao meu melhoramento.

Se eu fizer isso não será um ano novo.

Não será nada além de “mais um novo ano velho”.

Fecho o ano agradecendo.

Agradecendo a chance de existir, de respirar, andar, enxergar.

Ter tido o privilégio de ser trazido a terra pelos meus anjos: pai e mãe.

Ter uma família especial, ter tido uma infância de sonhos e oportunidade de aprendizado de vida, de valor imensurável.

Oportunidade de ter saúde bastante para dar vida à outra vida.

Oportunidade de trabalho, sob todos os ângulos.

Pela tentativa constante e incansável de manter mãos e coração limpos. 
Pela presença de pessoas que me amam e a quem amo também.

E o presente de amigos “presentes”, os mais distantes, os de sempre e os que chegaram de surpresa.
 
Estou pronta pra me revisar... me reavaliar.

Faça as malas você também... 
Deixe pra traz o que você não conseguiu melhorar.
 
Melhore-se, melhore a vida de quem puder... melhore o seu jeito de olhar e agir com o outro, com o mundo.
 
Siga em frente e boa viagem!

Magali Reinaldo

Conflitos de Gerações

 Falando sobre conflitos de gerações, o médico inglês Ronald Gibson começou ma conferência citando quatro frases:


(1) "Nossa juventude adora o luxo, é mal-educada, caçoa da autoridade e não tem o menor respeito pelos mais velhos. Nossos filhos hoje são verdadeiros tiranos. Eles não se levantam quando uma pessoa idosa entra, respondem a seus pais e são simplesmente maus."

(2) "Não tenho mais nenhuma esperança no futuro do nosso país se a
juventude de hoje tomar o poder amanhã, porque essa juventude é insuportável, desenfreada, simplesmente horrível."

(3) "Nosso mundo atingiu seu ponto crítico. Os filhos não ouvem mais seus pais. O fim do mundo não pode estar muito longe."

4) "Essa juventude está estragada até o fundo do coração. Os jovens são malfeitores e preguiçosos. Eles jamais serão como a juventude de antigamente. A juventude de hoje não será capaz de manter a nossa cultura."

Após ter lido as quatro citações, ficou muito satisfeito com a aprovação que os espectadores davam às frases.

Então, revelou a origem delas:

A primeira é de Sócrates (470- 399 a.C.)
A segunda é de Hesíodo (720 a.C.)
A terceira é de um sacerdote do ano 2000 a.C.
E a quarta está escrita em um vaso de argila descoberto nas ruínas da Babilônia (atual Bagdá) e tem mais de 4000 anos de existência.

Aos que são pais:

RELAXEM, POIS SEMPRE FOI ASSIM!!!

"O MELHOR CONSELHO DE UM PAI "

                                                                                                             Foto: Daniel Casares Román

Um jovem recém casado estava sentado num sofá num dia quente e úmido, bebericando chá gelado durante uma visita à casa do seu pai. 
Enquanto conversavam sobre a vida,  o casamento, as responsabilidades, as obrigações e deveres da pessoa adulta, o pai remexia pensativamente os cubos de gelo no seu copo, quando lançou um olhar claro e sóbrio para seu filho, e disse:  
  
Nunca se esqueça de seus amigos! - aconselhou!

Serão mais importantes na medida em que você envelhecer. 

Independentemente do quanto você ame sua família, os filhos que porventura venham a ter, você sempre precisará de amigos. 

Lembre-se de, ocasionalmente, ir a lugares com eles; divirta-se na companhia deles; telefone de vez em quando...

Que estranho conselho - pensou o jovem. 


Acabo de ingressar no mundo dos casados. Sou adulto. Com certeza minha esposa e minha família serão tudo o que necessito para dar sentido à minha vida! 

Contudo, ele seguiu o conselho de seu pai. 

Manteve contato com seus amigos e sempre procurava fazer novas amizades.

À medida em que os anos se passavam, ele foi compreendendo que seu pai sabia do que falava.

À medida em que o tempo e a natureza realizavam suas mudanças e mistérios sobre o homem, os amigos sempre foram baluartes em sua vida.

Passados mais de 50 anos, eis o que o jovem aprendeu:

   O Tempo passa.

   A vida acontece.

   A distância separa...

   As crianças crescem.

   Os empregos vão e vêem.

   O amor se transforma em afeto.

   As pessoas não fazem o que deveriam fazer.

   O coração para sem avisar.

   Os pais morrem.

   Os colegas esquecem os favores.

   As carreiras terminam.

 Mas os verdadeiros amigos estão lá, não importa quanto tempo nem quantos quilômetros tenham afastado vocês.

Um AMIGO nunca está mais distante do que o alcance de uma necessidade, torcendo por você, intervindo em seu favor e esperando você de braços abertos, abençoando sua vida!


Quando iniciamos esta aventura chamada VIDA, não sabemos das incríveis alegrias e tristezas que experimentaremos à frente, nem temos boa noção do quanto precisamos uns dos outros...

Mas, ao chegarmos ao fim da vida, já sabemos muito bem o quanto cada um foi importante para nós!

Remeta este texto a todos os amigos que ajudam a dar sentido à sua vida...

Eu já o fiz!

Vida!!!















Lindo!