segunda-feira, 8 de julho de 2013

O Convite

Não me interessa o que você faz pra viver. Quero saber o que você deseja ardentemente, e se você se atreve a sonhar em encontrar os desejos do seu coração.

Não me interessa quantos anos você tem. Quero saber se você se arriscaria parecer que é um tolo por amor, por seus sonhos, pela aventura de estar vivo. Não me interessa que planetas estão em quadratura com a sua lua.

Quero saber se você tocou o centro de sua própria tristeza, se você se tornou mais aberto por causa das traições da vida, ou se tornou murcho e fechado por medo das futuras mágoas.

Quero saber se você pode sentar-se com a dor, minha ou sua, sem se mexer para escondê-la, tentar diminuí-la ou tratá-la. Quero saber se você pode conviver com a alegria, minha ou sua, se você pode dançar loucamente e deixar que o êxtase tome conta de você dos pés à cabeça, sem a cautela de ser cuidadoso, de ser realista ou de lembrar das limitações de ser humano.

Não me interessa se a história que você está contando é verdadeira. Quero saber se você pode desapontar alguém para ser verdadeiro consigo mesmo; se você pode suportar acusações de traição e não trair sua própria alma. Quero saber se você pode ser leal, e portanto, confiável.
Quero saber se você pode ver a beleza mesmo quando o que vê não é bonito, todos os dias, e se você pode buscar a fonte de sua vida em sua presença. Quero saber se você pode conviver com o fracasso, seu e meu, e ainda postar-se à beira de um lago e gritar à lua cheia prateada: “Sim!”.

Não me interessa saber onde mora e quanto dinheiro você tem. Quero saber se você pode levantar depois de uma noite de tristeza e desespero, cansado e machucado até os ossos e fazer o que tem que ser feito para as crianças.

Não me interessa quem você é, como chegou até aqui. Quero saber se você vai se postar no meio do fogo comigo e não vai se encolher.

Não me interessa onde ou o que ou com quem você estudou. Quero saber o que o segura por dentro quando tudo o mais fracassa. Quero saber se você pode ficar só consigo mesmo e se você verdadeiramente gosta da companhia que tem nos momentos vazios.

Oriah Mountain Dreamer

3 comentários:

  1. An interesting discussion is definitely worth comment.

    There's no doubt that that you should write more about this issue, it might not be a taboo subject but usually people do
    not discuss these subjects. To the next! Cheers!!

    Feel free to surf to my site: %anchor_text%

    ResponderExcluir
  2. _______________./\.
    _____________ >___<
    _____________Ѽ./ Ѽ
    ___________;->( ɕѼ Ҩ .
    ___________@.♥ '(█) ♥ *$
    ________Ѽ "( ()♥t (Ѽ)o*♥*
    _______(█),-♥.-Ѽ _Q@,0 ɕ(█)
    ____________>o*oѼ @.<
    _________o`Ѽ Q Ѽ Q Ѽ~@'
    ______♥.'Ѽ ♥ *Ѽ ɕҨ ‘♥ @-.)'*
    ____Ѽ o (█) @ *Ѽ ɕҨ ‘♥ *(█)’Ѽ
    __________Ѽ -♥-'Ѽ ♥._ Ѽ
    _______@.♥ '*Q ♥ *(█), @.♥ '*
    ___.♥' @ _ ɕ♥ _.-'~♥-. @ ´(♥)`-*.o
    __.(█)* ♥ ..-' (Ѽ) o *.(Ѽ) 0 *(█)`)
    _________(Ѽ ) '-._♥__(Ѽ)@
    ____;--♥' ♥Ҩ 0‘(Ѽ) Q o *♥ * Ѽ ♥
    ___ * (Ѽ). ♥ * .Q.~ ♥- ♥Ҩ.0() Q ♥*'.
    _(█)* ♥ *‘ o * ♥ _(█)Q~ ♥Ҩ _Ѽ♥_(█)
    _____________▓▓▓▓▓
    __________ ▓▓▓▓▓▓▓▓▓__________ ¡Feliz. Año. Nuevo!
    Espero que que el año que comienza sea un año lleno de éxitos.
    B. E. S. O. S... ★MaRiBeL★

    ResponderExcluir